Documento foi apresentado no encerramento da Semana de Inovação e traz propostas de ações nas áreas de sustentabilidade, infraestrutura e progresso econômico

Foto: Paulo Pestana

Tempo de Criar: uma agenda de futuros para o Brasil. O painel de encerramento da Semana de Inovação 2022, apresentado pelo presidente da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Diogo Costa, e pela diretora de Inovação da Enap, Bruna Santos, mostrou cenários e desafios para construir o futuro neste tempo de criar, e uma das referências foi a Semana de Arte Moderna de 1992, que tinha a perspectiva de olhar para fora e para dentro, digerir e transformar, dar luz ao novo.

A agenda é dividida em vários eixos: futuro sustentável e baixo carbono, infraestrutura, prosperidade social, progresso econômico e agilidade institucional.

“Nossa democracia precisa ser capaz de voltar a criar”, defende Diogo Costa. Segundo ele, o governo precisa tomar decisões mais rápidas, com uma agenda de reforma política, administrativa, que tenha a possibilidade de acelerar o tempo de resposta dos gestores públicos. 

Para o presidente da Enap, um dos pontos que precisam ser trabalhados é a importância de ter agilidade de construir o amanhã, em um futuro que será marcado pela energia limpa e sustentável. “O Brasil já é protagonista na agenda de sustentabilidade global. O País está na primeira divisão da sustentabilidade e pelo seu pioneirismo, com os biocombustíveis, e principalmente por abrigar a maior floresta tropical do mundo: a nossa Amazônia”, comentou.

Costa acredita, ainda, que é preciso redesenhar as nossas cidades. “É preciso permitir uma melhora na mobilidade urbana, o uso de transporte coletivo de baixa emissão de poluentes”, defendeu. Diogo Costa defende também o redesenho de acesso ao financiamento imobiliário. “Há uma disparidade entre proprietários e locatários. Temos que buscar, ao mesmo tempo, soluções que sejam ambiciosas e realistas”, afirmou.

E, por fim, é necessário ter uma agenda-meta de progresso econômico porque a prosperidade social depende necessariamente do crescimento econômico. “ Devemos fomentar reformas que consigam combater privilégios e injustiças. E, precisamos, também de um ambiente regulatório que seja mais simples”, completou o presidente da Enap.

“Assim como inovações institucionais que reduzem em alguma medida essa incerteza decisória que hoje nós enfrentamos, não só como indivíduos, como gestores, como líderes, como famílias, como empresas. Então, nós precisamos também dessa agenda de futuros”, disse a diretora de Inovação da Enap.

Sobre a Semana de Inovação

A Semana de Inovação tem como objetivo reunir os principais especialistas do setor para promover debates e troca de experiências sobre iniciativas de uso de tecnologias, metodologias e processos para melhorar o serviço público brasileiro. É um evento que tem como realizadores: Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Tribunal de Contas da União (TCU), Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) e Ministério da Economia. Além da correalização do Ministério da Saúde, do SUS, do Ministério da Educação, da Funasa, do Inep, da Fundação Joaquim Nabuco e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).

Em 2022 o evento chega a sua oitava edição. Com o tema “Tempo de criar”, a Semana de Inovação 2022 acontece entre os dias 8 e 10 de agosto em formato híbrido, on-line e presencial em Brasília, no Rio de Janeiro e em Recife. Dataprev, Serpro, Adaps, Sebrae, BID, Cateno, 99, Gringo, Microsoft, Nic.Br, CGI.Br e Zoom já são patrocinadores desta jornada! Além do apoio da República, ABDI, Eldorado, Museu de Arte do Rio, Wylinka, IFood, Catálise, Instituto Unibanco, Lab Griô e Porto Digital. 

Conteúdo relacionado

GNpapo presencial está de volta e discute projetos de experimentação

O evento acontece na sede da Enap em Brasília e é aberto ao público em geral

Publicado em:
21/09/2022
Aberta chamada pública para avaliadores do 26º Concurso Inovação

A participação como avaliador será considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada

Publicado em:
04/09/2022
Aberta chamada para startups e órgãos públicos interessados no uso de inteligência artificial

Inscrições estão abertas para startups na 1ª rodada e para órgãos e entidades públicas na 2ª rodada. O apoio financeiro será de até R$ 80 milhões, no total

Publicado em:
31/08/2022
Economia circular pode reduzir em até 40% as emissões de baixo carbono até 2050

Palestra sobre o tema abordou como soluções circulares são necessárias para lidar com emissões geradas pela indústria

Publicado em:
11/08/2022