Direcionado a analistas e auditores fiscais, a 3ª edição do curso de pós-graduação da Enap terá a participação de 350 alunos

A Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com a Receita Federal do Brasil, decidiu inovar na terceira edição do curso de pós-graduação em Direito Tributário, no formato EAD. Analistas e auditores fiscais que participarão do curso terão que apresentar, como trabalho final da especialização, um projeto que deverá ser aplicado em seu trabalho na Receita Federal e traga resultados positivos para o Fisco. “Desta vez, a tarefa será um projeto de intervenção, uma proposta que poderá ser aplicada na prática”, informou o organizador do curso, Marcos Valadão, na abertura do curso na última segunda-feira (25).

Segundo Valadão, esta edição exigirá dedicação maior dos alunos, já que terá uma duração menor, de um ano. O subsecretário-geral da Receita Federal, Décio Pialarissi, enfatizou a importância desse treinamento. “Acreditamos muito que a melhoria do Estado depende da melhoria da receita, depende de cada um de nós, que fazemos parte desse quadro”.

Na abertura do curso, os servidores assistiram à aula magna ministrada pelo procurador-geral da Fazenda Nacional, Arnaldo Godoy, sobre o Código Tributário Nacional (CTN) e a cultura tributária brasileira. Ele apresentou um histórico da legislação tributária e recordou a época em que delegados da Receita Federal recebiam ordem de prisão, uma vez que juízes davam tutelas antecipadas, determinando entrega de certidão positiva —com efeito de negativa— embasando a decisão em um artigo que ainda não existia.

“Naquele tempo, o CTN tinha apenas quatro hipóteses de suspensão de ilegitimidade do crédito: moratória, depósito do montante integral, reclamações e recursos e concessões de liminar e mandados de segurança”, explicou Godoy.

Godoy também destacou a complexidade do Código Tributário Brasileiro em relação a outros países, a reforma tributária, impostos que estão caindo em desuso, a exemplo das taxas de importação e exportação: “não fazem sentido em um mundo globalizado”.

 A maior especialização em direito tributário do país

A primeira edição da especialização foi realizada em janeiro de 2020, contou com oito turmas e 240 alunos. A segunda foi em agosto, com 14 turmas e 420 alunos. Para a edição atual, 380 alunos estão matriculados.

Até agora, 1.044 alunos participaram do curso. Ao final das quatro edições da maior especialização em direito tributário do país, 1.350 consultores e analistas fiscais da Receita Federal terão se capacitado. Isso equivale a 15 anos no método presencial.

A intenção do curso é aprimorar competências para as principais questões jurídicas, regulatórias e fiscalizatórias que envolvem a tributação, arrecadação e contencioso tributário no âmbito da Receita Federal.

Conteúdo relacionado

Enap lança primeira especialização internacional em políticas públicas

O Master of public policy (MPP) é destinado a servidores públicos federais e estrangeiros e será promovido em parceria com a Universidade de Columbia (EUA)

Publicado em:
08/09/2021
Resultado da 2ª fase do doutorado profissional está disponível

Matrículas serão realizadas de 8 a 14 de setembro. Em caso de desistência ou sobra de vagas, segunda chamada acontecerá no dia 15

Publicado em:
02/09/2021
Publicado resultado da 1ª fase do processo seletivo para doutorado profissional da Enap

Seguem para a próxima etapa 23 candidatos da ampla concorrência. Verificação dos classificados em cotas acontece nos dias 16 e 17/08

Publicado em:
10/08/2021
Inscrições para 1ª turma do doutorado profissional em Políticas Públicas estão abertas até 4/8

Regras e procedimentos já estão disponíveis em edital publicado nesta segunda; podem participar da seleção servidores públicos federais, estaduais e municipais

Publicado em:
08/07/2021