Prefeituras municipais e organizações sociais apresentaram iniciativas na Semana de Inovação

Enap e Instituto Alziras promoveram Roda de Conversa “Políticas e ações inovadoras para transformar a vida das mulheres”, durante a Semana de Inovação 2021 da Enap, na semana passada, com a participação do Instituto AzMina, Olabi, prefeituras de Pelotas (RS) e de Recife (PE). 

A coordenadora da GNova Transforma, Fernanda Machiaveli, destacou que o foco era debater o fortalecimento das competências das mulheres, fomentar seu empoderamento no serviço público e as formas de construir políticas que promovam a diversidade de gênero.

O Instituto Alziras é parceiro da Enap em várias iniciativas. É uma organização sem fins lucrativos com a missão de ampliar e fortalecer a presença de mulheres, em toda sua diversidade, na política e na gestão pública.

Aplicativo cria conexões contra a violência 

Marília Moreira, do Insituto AzMIna, esclareceu que a instituição usa informação, tecnologia e educação para combater a violência de gênero. Ela apresentou o aplicativo PenhaS, que cria conexões contra a violência e possui mais de 6,5 mil mulheres cadastradas. “Com os pilares informação, acolhimento e pedido de ajuda, as usuárias podem construir uma rede de apoio com outras mulheres, cadastrar contatos de confiança em caso de emergência, além de ter acesso a um mapa de serviços públicos de atendimento às vítimas de violência”, disse Marília.

A importância de criar caminhos para quebrar ciclos de violência contra as mulheres está respaldada em dados do DataFolha e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, trazidos pela palestrante. “As informações apontam o Brasil como o 5º país que mais mata mulheres no mundo; três mulheres foram vítimas de feminicídio por dia, de março a dezembro de 2020, durante o isolamento. Na contramão, houve redução de praticamente todas as notificações de crimes em delegacias de polícia durante a pandemia”, diz Marília Moreira.

Prefeituras municipais compartilham seus projetos

Já a prefeitura de Recife(PE), que adota a paridade de gênero no secretariado municipal,  criou a Secretaria da Mulher e duas secretarias que atuam de forma transversal, com eixos de promoção da cidadania e gerência de desenvolvimento sustentável para igualdade de gênero. “A inovação é nossa aliada para a construção de políticas públicas mais assertivas na vida das mulheres”, contou Iana Souza, chefe de gabinete da Secretaria da Mulher do Recife. Um dos programas, o “Tá com Elas – o crédito é da mulher” é finalista do Global Mayors Challenge 2021, competição de inovação que identifica e acelera projetos de cidades. O programa de Recife possibilitará às mulheres tomadoras de microcrédito várias camadas de serviços de qualificação profissional e empoderamento. Entre as iniciativas estão desde incubadora de negócios, cursos EaD, assessoria jurídica e contábil e tutorias individualizadas.  

A mais de 4 mil quilômetros de Recife está a cidade de Pelotas (RS). A cidade tem mais de 350 mil habitantes e criou em 2017 o Pacto Pelotas pela paz. “Pelas pesquisas de opinião, vimos que havia grande preocupação com saúde e segurança pública, onde a violência contra mulheres também crescia.  Passados quatro anos, temos dados extraordinários: crimes contra a vida foram reduzidos em mais de 80%. Crimes contra a mulher também decaíram, mas sabemos que são dados frágeis. Aproximar-se das comunidades é essencial”, afirma a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas. 

 Ela conta que hoje o município tem mais de 30 projetos em prevenção da violência. O “Movimenta elas” apoia mulheres via cursos de formação com o Sebrae, apoio com microcrédito para quem busca autonomia financeira para se livrar da violência. Ouvir a comunidade, trabalhar com evidências científicas e integrar a atuação das secretarias municipais é a fórmula adotada pelo município para desenvolver seus projetos.

Experiências de diversidade e inclusão nas organizações

Desde 2017, a organização social Olabi mantém a PretaLab, uma referência em inclusão e diversidade focada no protagonismo de mulheres negras na inovação e na tecnologia. Neste mês de novembro, o Olabi lançou o Experiências de diversidade e inclusão, fruto de boas práticas e reflexões de 14 líderes empresariais e consultores especializados para saber mais sobre os principais desafios, aprendizados e possíveis soluções para a construção de organizações que reflitam a realidade do Brasil. Tem ebook gratuito, podcasts com lideranças empresariais e muito mais conteúdo.

"Estamos plantando uma semente. Queremos incentivar empresas a construir a diversidade em seus locais de trabalho, não como um discurso, mas como uma política permanente”, explica Silvana Bahia, codiretora executiva do Olabi. “Ao mesmo tempo, estamos trazendo a público políticas internas e boas práticas de organizações que já estão trilhando este caminho no Brasil e no mundo”.

Para Marina Barros, diretora do Instituto Alziras, “a Semana de inovação da Enap foi uma ótima oportunidade pra reunirmos gestoras públicas e especialistas para debater a inovação produzida por mulheres e para mulheres, aprofundando ainda mais sobre o fazer político das mulheres, em sua diversidade, nos espaços de poder e tomada de decisão".

@institutoalziras  @revistaazmina  @olabimakerspace  @secmulherrecife  @prefeituradepelotas