Os mestrados profissionais em Governança e Desenvolvimento (MPGD) e em Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas (MPAM) terão inscrições abertas no período previsto de 9 a 22 de setembro de 2020. A prova objetiva está prevista para 26 de setembro. Só será  possível se candidatar a um dos cursos. 

O edital de abertura do processo seletivo foi publicado em 22 de julho. Toda a seleção, das inscrições às entrevistas, será 100% online, pela primeira vez nos mestrados da Enap.

Podem se candidatar servidores e empregados públicos federais, estaduais e municipais e do Distrito Federal. Com toda a seleção online, a Enap amplia a capilaridade de sua pós-graduação, possibilitando que agentes públicos de diferentes locais do país possam se candidatar, sem custos extra de deslocamento.

As aulas serão presenciais, na sede da Enap, em Brasília. Entretanto, por força da pandemia Covid-19, o início das atividades será no modo remoto, com aulas síncronas e atividades em EaD.

É de fundamental importância que os candidatos estejam atentos a todas as etapas do processo. A realização de cada fase é divulgada por edital no portal da Enap, o que significa que mais editais serão publicados até o final da seleção.

Todas as informações, como atualizações, editais e perguntas frequentes, estarão disponíveis na página do mestrado

É recomendável que os candidatos aproveitem o tempo que resta para melhorar seus projetos, atualizar o memorial e manter em dia a leitura da bibliografia, fazendo resumos e anotações. As questões das provas são interpretativas e exigem uma boa assimilação das recomendações bibliográficas. Todas as referências têm seu conteúdo disponibilizado na internet e algumas das obras indicadas também podem ser encontradas na Biblioteca da Enap.

Sobre os mestrados

Com duração total de 24 meses, os dois cursos estão estruturados em seis trimestres letivos. Os cursos têm carga horária mínima de 540 horas, distribuídas em disciplinas obrigatórias, disciplinas optativas e elaboração e defesa do trabalho de conclusão de curso. 

Os trabalhos finais deverão responder a problemas reais da área de atuação do profissional-aluno. Os concluintes receberão o título de Mestre em Governança e Desenvolvimento ou de Mestre em Avaliação e Monitoramento.  

Neste ano, serão 30 vagas para o Mestrado em Governança e Desenvolvimento e 20 vagas para Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas.