A pandemia do novo coronavírus está provocando muitas mudanças na sociedade e trazendo para o mundo inteiro mudanças na forma como consumimos, interagimos e nos relacionamos enquanto sociedade. Nunca se parou para pensar o planeta dessa forma. Reativá-lo no pós-pandemia será uma experiência única, pelo qual nunca passamos.

E no meio de tantas incertezas, como pensar o futuro? Como tomar decisões e planejar? Como será o futuro pós-pandemia? Qual é o futuro no qual queremos viver e como construí-lo? Um grande desafio é: como será este novo cenário? É impossível saber o que vai acontecer. Podemos considerar as lições do passado, de crises anteriores e com base nisso, pensar sobre o futuro? 

“Não há um único futuro. Mas, muitos futuros possíveis”, alerta Jake Dunagan, futurista experimental, designer de governança, professor e diretor do Laboratório de Governança de Futuros do Institute for the Future, uma organização sem fins lucrativos de pesquisa e educação, sediada no Vale do Silício, nos EUA.

O  trabalho de Dunagan tem sido centrado no conceito de invenção social – a reinvenção dos principais sistemas sociais e políticos. Ele criou uma série de ferramentas para aumentar a participação dos cidadãos no design de sistemas políticos e criou experiências interativas e projetos de engajamento público que injetam visões alternativas do futuro no presente.

Nesta conversa exclusiva, o diretor do principal centro de futuro no mundo fala sobre algumas ideias e experiências de ser um futurista. Para ele, pensar o futuro se tornou “uma necessidade” e não algo que você pode “fazer no seu tempo livre”. “Precisamos nos preparar para o futuro, para os novos paradigmas, e pensar em novos sistemas e novas formas de resolver os problemas”.

Para Dunagan, não há dúvidas de que é preciso pensar a longo prazo e planejar o futuro, mas alerta: não podemos apenas viver no futuro, temos que agir no presente e aprender com o passado. “É preciso olhar para trás para olhar pra frente. Para construir o futuro que queremos, temos que aprender com a história, ver como as pessoas se comportam e procurar sinais do futuro”. 

Segundo ele, o mundo está mudando o tempo todo e o Covid-19 ajudou a acelerar muitas dessas mudanças. “Nós não podemos ser surpreendidos novamente. Precisamos simular e estar preparados para diferentes cenários e possibilidades, construir sistemas resilientes, flexíveis. E estar pronto para agir rapidamente”, afirma.

Jake também faz um convite para pensarmos nas mudanças individuais e nas transformações que devem moldar a realidade à nossa volta, e que já começam a emergir no mundo pós-pandemia. Para ele, é importante entender que mundo novo é esse estar preparado para o que vem por aí. “Estamos sempre tentando descobrir e entender como construir os futuros que queremos. Mas pense, revise e articule os valores que você deseja. Você quer segurança, mas também quer liberdade. Como a situação está mudando? Como você está mudando?”

O bate-papo contou com a moderação do presidente da Enap, Diogo Costa, e participação do Diretor de Seleção e Formação de Carreiras da Enap, Rodrigo Torres. Confira o vídeo na íntegra:

 

 

Sobre o Fronteiras e Tendências

O Fronteiras e Tendências, programa da Enap, é focado no desenvolvimento de lideranças e altos executivos da administração pública. Formar os futuros líderes e desenvolver as habilidades e qualificações essenciais para o núcleo estratégico do Estado é o propósito do Programa de Desenvolvimento de Lideranças e Altos Executivos.

São iniciativas desenvolvidas sob medida para a alta administração, com o conhecimento aplicado à prática e em formatos dinâmicos, sem abrir mão da excelência e qualidade.

 

Edições anteriores do Fronteiras e Tendências

Para acessar edições anteriores do Fronteira e Tendências, confira os temas e links abaixo:

29/04/2020: Covid-19: O que sabemos até o momento? - Jarbas Barbosa

22/04/2020: A importância da transformação digital nos tempos atuais - Rodrigo Galvão

29/01/2020: Governo centrado na liberdade - Tom Palmer

05/12/2019: Pensamento sistêmico e políticas públicas - Karim Chicakly

08/07/2019: Políticas públicas com base em evidências - Ricardo Paes de Barros

04/09/2019: Impactos da saída do Reino Unido da União Europeia na conjuntura global - Vijay Rangarajan

14/08/2019: Como repensar a educação - Fernando Schuler

09/08/2019: A agenda de inserção internacional da economia brasileira -  Carlos Pio

16/07/2019: Liderar a partir do futuro que emerge - Otto Scharmer 

24/06/2019: Gestão do amanhã - José Salibi