Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia lançou, nesta quarta-feira (24/6), o LideraGOV, Programa de Desenvolvimento de Líderes do Setor Público. A Portaria Conjunta 254 do programa foi publicada no Diário Oficial da União.

O programa é uma parceria entre a SGP, a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e o Centro de Liderança Pública (CLP) e tem como objetivo identificar, valorizar e desenvolver líderes dentro do Administração Pública Federal. “Nosso propósito é buscar servidores com perfil de liderança que possam ser acompanhados, formando uma rede apta a ocupar postos-chave no Governo”, explicou o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Wagner Lenhart. “O serviço público tem excelentes profissionais. Precisamos valorizá-los e oferecer protagonismo para eles, e essa é uma excelente oportunidade.”

O programa terá duração de um ano e, inicialmente, terá como público-alvo servidores do Ministério da Economia que não ocupam postos de liderança. A partir dos resultados da experiência piloto, deverá ser estendido a toda a Administração Pública Federal.

“O programa piloto desenvolverá 60 servidores em duas turmas de 30 alunos. Num primeiro momento, enquanto durar a situação de emergência da pandemia, a formação será ofertada em ambiente virtual”, informou Jane Mendonça, diretora do Departamento de Carreiras e Desenvolvimento de Pessoas.

O programa trará oportunidades únicas a seus participantes: “Quem participar do LideraGOV poderá se inscrever no nosso programa de Altos Executivos, mesmo não tendo DAS/FCPE 4, 5 e 6 ou cargo de natureza especial. Este é mais um diferencial para estimular e potencializar o desenvolvimento”, explicou Diogo Costa, presidente da Enap.

Principais objetivos do programa

>> Construir uma rede de servidores públicos com alta capacidade de gestão e liderança, aptos a ocupar cargos e funções estratégicas na Administração Pública Federal

>> Identificar e selecionar servidores públicos com talentos e potenciais de liderança

>> Qualificá-los por meio de formação executiva teórica e prática

>> Desenvolvê-los a partir do rol de competências específicas do líder público federal

>> Construir um banco de talentos de líderes

>> Acompanhar o desenvolvimento e a carreira do profissional selecionado